09/01/2017

Fábio Gentil prometeu fim do nepotismo, nomeou esposa e irmão

Prefeito de Caxias acusava o ex-gestor, Léo Coutinho, de nepotismo por ter nomeado a esposa. Cabeludo nomeou esposa e irmão no alto escalão do governo.


Esposa, Fábio Gentil e Irmão. Foto: Reprodução TV Sinal Verde

O prefeito Fábio Gentil (PRB), durante toda sua campanha fez promessas para conseguir se eleger. Até aí tudo bem, o problema é que mal começou a gestão o 'cabeludo' já começou a descumprir suas promessas.

Fábio Gentil utilizou da tribuna da câmara de Caxias, enquanto vereador, para acusar o ex-prefeito Léo Coutinho (PSB) de nepotismo. Segundo ele, Léo Coutinho não poderia contratar familiares para fazer parte do Governo alegando que isso seria crime e como mais uma de suas promessas, das que ele disse 'ser capaz de cumprir', chegou a citar o exemplo do ex-prefeito que nomeou a esposa como Secretária da Mulher. Em sua campanha de rádio, o cabeludo afirmou:

“Se eu merecer seu voto e com a Graças de Deus chegar à Prefeitura, de uma coisa você pode ficar certo, nenhum parente meu será secretário (a) do Município. Como atualmente, a mulher do prefeito Dra. Liana Coutinho é. Isso não vou permitir, isso não é legal e nem tem o direito. A Prefeitura é do povo e não de uma família só. Sou Fábio Gentil 10 e só prometo aquilo que posso cumprir”, disse o prefeito eleito Fábio Gentil. (ouça o áudio abaixo).



O áudio acima é claro e mostra a, até então, vontade de acabar com o nepotismo na gestão do município de Caxias.

Pois bem, Fábio quando divulgou a lista de secretários que irão lhe auxiliar em seu Governo, dois nomes chamaram a atenção de quem estava presente na solenidade.

Sua esposa, Letícia Mabel Pinheiro da Silva irá assumir a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e como se não bastasse, ainda anunciou seu irmão, Talmir Franklin Rosa Neto, para a Secretaria Municipal de Finanças, Planejamento e Administração.

Pensa que acabou? Não! O 'prefeito da esperança' ainda indicou a prima, Ana Célia Damasceno para a Secretaria de Educação do município. Esses são os exemplos de cargos de administração de primeiro escalão, fora os 'adjuntos' nomeados pelo cabeludo.

Com essas indicações, Fábio mostra a real face de sua campanha, pautada em promessas ousadas e de tão difíceis de serem cumpridas que nem mesmo ele se deu conta da impressão que seu início de gestão iria passar para os caxienses. Apesar de ser visto por muitos como a 'esperança' de dias melhores, Fábio peca pelas palavras e desconstrói a própria imagem que usou para conseguir os votos do povo caxiense e sua vitória para a prefeitura.

Até o dia 10 deste mês mais uma promessa de campanha do 'prefeito da esperança' deverá cair por terra. O tão falado pagamento dos servidores no dia 10 do mês poderá ser o próximo compromisso de campanha divulgado a não ser cumprido. Com pedidos de sindicatos e organizações ligadas aos lojistas e comerciantes de Caxias, Fábio já tem sua "alforria", mas isso não tira a
demonstração clara de despreparo do novo prefeito ao prometer antecipar os pagamentos do município para o dia 10 de cada mês.

Com a história se repetindo, ficam as perguntas: Será que esta foi mais uma promessa 'programada' só pra conseguir o voto dos caxienses? Diante da escolha que vai de encontro com suas promessas, como fica o povo nessa história?




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Geral

Destaques