STF questiona governador Flávio Dino por ‘aparelhar’ Procon do Maranhão

Flávio Dino nomeou 347 pessoas no Procon-MA com 76 funcionários


Diário do Poder - O governador Flávio Dino (PCdoB) até tentou, mas a canetada que “aparelhou” o Procon do Maranhão, com a nomeação de 347 pessoas, esbarrou no Supremo Tribunal Federal (STF). Em despacho, o ministro Alexandre de Moraes cobrou explicações do governador pelo descumprimento da lei que criou o órgão e prevê o preenchimento dos cargos por servidores concursados, e não por apadrinhados políticos. A coluna tentou ouvir o governo por e-mail e telefone, mas foi inútil.

A ação no STF pede liminar para exonerar todos os apadrinhados do governador e realização de concurso, como prevê a lei. A oposição acusa Dino de usar o Procon-MA para tentar dar visibilidade ao seu candidato à própria sucessão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Geral

Destaques