18 de set de 2017

Vizinhos de casal morto a tiros ouviram mulher pedir que criminoso não atirasse: 'Não faz isso'


Vizinhos de Camila Edna Silveira, de 28 anos, e Mário Silva de Moura, de 26 anos, ouviram a mulher pedir para que criminoso não atirasse contra eles, na noite de domingo (17). O casal foi morto a tiros, no Residencial Primavera, em Goiânia.
Segundo os vizinhos contaram ao G1, após os gritos de Camila, foi possível ouvir os disparos.

"Ela gritava muito. Dizia: ‘Não faz isso, não faz isso’, disse uma vizinha de 43 anos, que preferiu não se identificar.

Moradores da rua também viram o autor dos disparos fugir em um carro branco. Outra vizinha, também de 43 anos, relata que foi a primeira a se aproximar do casal. Ao ver que Mário já estava morto, ela pegou na mão de Camila e orou. "Pedia a Deus que desse vida a ela, pedi que ela sobrevivesse. Ela estava suspirando ainda", contou.

A moradora conta que possui conhecimentos de enfermagem e, por isso, virou o corpo de Camila de lado para que não engasgasse. Em seguida, vizinhos chamaram as equipes de socorro, mas a jovem acabou morrendo. "Primeiro, vi o tiro no rosto. Depois que passei a mão no corpo, vi o tiro no abdômen, e quase não estava sangrando. Ali, notei que teve uma hemorragia interna", relatou.

Após o crime, vizinhos se dizem assustados. "Nunca tinha visto nada assim. Todo mundo é amigo aqui na rua", afirmou outra vizinha.


Vizinha, de 43 anos, contou que ouviu Camila Edna pedindo para não ser morta (Foto: Paula Resende/G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Geral

Destaques