30 de jul de 2018

Contrastes: a obrigação de estar com Flávio e a espontaneidade de quem vai com Roseana


No sábado (28) e domingo (29), foram lançadas as principais candidaturas ao Governo do Maranhão. Flávio Dino (PCdoB) lotou o Multicenter Sebrae, já Roseana Sarney (MDB) fez o mesmo no Espaço Renascença. É óbvio que se for comparar os dois locais, o comunista levou vantagem. Mas tudo isso é normal, o contrário que seria estranho. Porém os contrastes gritantes entre as duas atividades políticas, evidenciam a latente diferença daqueles que estavam presentes para apoiar os dois candidatos.

No Multicenter Sebrae, muitos dos presentes eram comissionados das estruturas públicas no estado, todos estes foram convidados a marcar presença, caso contrário, os seus contracheques estavam em risco. Até empresários e seus subordinados que prestam serviço ao poder público foram intimados a comparecer no Multicenter ou vão possuir muitas dificuldades em receber seus pagamentos.

No Espaço Renascença, os que marcaram presenças foram movidos simplesmente pelo sentimento da esperança de um novo governo comandar o Maranhão. Muitos ex-prefeitos, ex-vereadores, prefeitos, vereadores e gente que não tem um vínculo empregatício com aqueles que se apresentavam candidatos ao cargo de governador, vice-governador esenador.


Outra diferença foi a transparência de quem vai estar com quem. Enquanto Flávio Dino deixou no camarim ou fora dos holofotes, alguns nomes que possuem ficha-suja no TCU, outros que são aliados por conveniência etc. Já Roseana, mostrou que é uma Sarney, trouxe o pai, apresentou a família, provando que ela não tem nada do que se envergonhar ao contrário de quem está no poder. Além disso, a emedebista deixou todos os aliados a vontade para subir no palco, abrindo espaço para discurso de todos.

São alguns pontos que trazem a tona a vantagem artificial que Flávio Dino possui, graças a força da máquina pública, enquanto Roseana Sarney tem chances reais de modificar o resultado final que vem sendo apresentado nas pesquisas até então e com a força do povo.

Fonte: Diego Emir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Geral

Destaques