28 de out de 2018

Bolsonaro cita Bíblia, Constituição, ataca esquerda e pede união pelo país.



Em sua primeira fala após ser eleito presidente do Brasil neste domingo (28), Jair Bolsonaro (PSL) citou a Bíblia e a Constituição, manteve ataques a esquerda e pediu união pelo Brasil.

Seguindo sua estratégia de campanha, Bolsonaro optou por fazer seu primeiro pronunciamento em uma transmissão ao vivo em seu perfil no Facebook, onde adotou um discurso mais forte contra a esquerda.

Pouco minutos depois, o presidente eleito discursou para emissoras de televisão e respondeu apenas a duas perguntas feitas por um repórter de TV Globo. Nessa segunda fala, adotou um tom mais ameno.
"Fizemos uma campanha diferente das outras. Nossa bandeira, nosso slogan, fui buscar naquilo que muitos chamam de caixa de ferramentas para consertar o homem e a mulher, a Bíblia sagrada", disse em transmissão ao vivo no Facebook.

"Não podemos mais flertar com o socialismo, comunismo e o extremismo. Somos os grandes vencedores desse pleito. Queremos seguir os conhecimentos de Deus ao lado da Constituição", declarou.

"Temos tudo para sermos uma grande nação. Temos condições de governabilidade. Todos os compromissos assumidos serão cumpridos", afirmou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Geral

Destaques