23 de nov de 2018

Por inflamação, médicos do Albert Einstein adiam cirurgia de Bolsonaro




A equipe médica do hospital Albert Einstein decidiu adiar a cirurgia do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para reverter a colostomia a que ele se submeteu desde que sofreu um atentado em Juiz de Fora (MG), em setembro. O procedimento estava previsto para acontecer no dia 12 de dezembro, após sua diplomação no Tribunal Superior Eleitoral.

“Exames de imagem ainda mostram inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais. A equipe decidiu em reunião multiprofissional postergar a realização da reconstrução do trânsito intestinal. O paciente será reavaliado em janeiro para definição do momento ideal da cirurgia”, afirma nota divulgada pelo hospital.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Geral

Destaques